​​​Way Adventure ​© 2018 

Rua Osmário Martins Ribas, 222. Nova Rússia - Ponta Grossa - PR

CEP 84.010-340   Telefone/Whatsapp (42) 98808-3911

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

Bebês e viagens. Dá para conciliar?


As mamães sabem. Quando um novo bebê chega não há cuidados que cheguem para proteger aquele serzinho, que parece tão indefeso. Sair de casa é um esforço enorme para os pais. Parece que os preparativos não acabam nunca. A mala então... Não há espaço que chegue para tudo o que o bebê vai precisar, isso para uma horinha longe de casa.

Se a confusão já é enorme para uma simples compra no mercado ou para um passeio na casa da vovó, imagina uma viagem com um bebê…

Pensando assim, é que muitos pais deixam de fazer viagens quando os filhos são pequenos. Os pais de primeira viagem então. Nem pensar numa coisa dessas! Trabalho demais e diversão de menos.

Mas será que é tudo isso mesmo? Bebês e viagens são duas coisas impossíveis de se conciliar? Com esse post vamos mostrar essas duas situações juntas podem não ser um bicho de sete cabeças. É claro que com alguns cuidados, e respeitando as limitações dos pequeninos.


Idade certa para viajar

Não há idade certa para viajar. O que há são recomendações aos pais. Se a viagem é para a diversão, melhor aguardar o seu bebê completar, no mínimo, três meses. Quando os pais já estão acostumados com os seus hábitos.

Mas se a situação é de emergência, e os pais são obrigados a levar os recém-nascidos para uma viagem, os cuidados devem ser redobrados. Em caso de viagens de avião, as companhias aéreas costumam aceitar os pequenos com mais de sete dias de vida.


Inicie com viagens mais curtas

Mas como estamos tratando aqui de diversão, vamos supor que os bebês já contam com mais de três meses. Nessa época, os pequeninos já tomaram grande parte das vacinas e estão mais protegidos.

A dica para os pais é começar a conciliar bebês e viagens com passeios pequenos, para não fugir tanto da rotina de toda a família. Viagens com trajetos menores, e de pouca duração podem ser um começo. Uma experiência para todos.

Uma das vantagens nessa época é que, com a mamãe ao lado, o alimento está ali prontinho, para aqueles que mamam no peito. Mas nada de pânico para as mamães que não amamentam. As bolsinhas térmicas podem ser a solução para o preparo do mamá.


Em trajetos mais longos

Caso o destino escolhido seja um pouco mais distante, os pais devem planejar paradas durante o trajeto. O ideal é que um dos pais possa acompanhar o bebê no banco de trás nos casos de viagens de carro. E, é claro, os pequenos devem estar em segurança, na cadeirinha adequada ao seu peso ou sua idade.


Escolhendo o destino para conciliar bebês e viagens



Na hora de escolher o destino, os pais também devem ser cautelosos. Muitos estímulos não são aconselhados para bebê pequenos. Então na hora de pensar em bebês e viagens, locais mais tranquilos devem ser priorizados. Lembre-se que multidões e muitos barulhos não combinam com a rotina de seu pequeno. Os passeios escolhidos também devem respeitar a rotina de todos os integrantes da família.


Viu só, tomando alguns cuidados e respeitando as particularidades dos bebês é possível sim incluí-los nos planos de viagem dos papais. Continue acompanhando nossos posts.

Tem alguma dúvida sobre bebês e viagens? Conte para a gente. Teremos prazer em ajudar.

7 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon